quarta-feira, 25 de novembro de 2015

[Pegadas & Opiniões] 'Cartas da Toscana' de Domenica de Rosa


Autoria: Domenica de Rosa

Editora: ASA
N.º Páginas: 400
Tradução: Miguel Romeira


Cartas da Toscana é um romance de Domenica de Rosa e descrito como um "romance inesquecível que prova que a vida não é um conto de fadas mas pode ser bem melhor".

Começamos por conhecer Emily, que tudo leva a crer que tem uma vida de sonho: uma villa nas colinas da Toscana, três filhos, um marido e um emprego que a faz escrever sobre a Toscana na coluna de um jornal inglês. Mas a sua vida dá uma reviravolta de 360 graus quando o marido acaba o casamento via SMS sem qualquer explicação e ela fica sozinha em Itália com os seus três filhos - Siena, Paris e Charlie - que não lhe dão descanso.

Siena, a filha mais velha, está perdida de amores pelo jovem galã da zona e está numa fase provocadora da adolescência. Paris, a filha do meio, está perigosamente magra e não dá ouvidos aos conselhos da sua mãe. E Charlie, o mais novo, está a tornar-se numa criança birrenta e irritante.

O desespero de Emily, abandonada pelo marido e sem dinheiro, tem o efeito de a aproximar das pessoas da aldeia de Monte Albano e de transformar uma situação complicada num novo começo de vida. Depois de anos a descrever a Toscana nas suas cartas, Emily vai realmente descobrir a genuinidade e beleza daquela região.

Para baralhar ainda mais o dia-a-dia desta família, um misterioso arqueólogo, com uma reputação estranha na vila, aparece na vida desta família e são feitas revelações arrepiantes acerca do Monte Albano.

Este é um romance que combina todos os ingredientes perfeitos para uma leitura muito agradável e retrata temas muito pertinentes e actuais como o divórcio, a anorexia, a emigração...
Sem dúvida que nos fica a apetecer saltar para os cenários da Toscana, que tão bem Domenica de Rosa consegue descrever.
Um livro com uma pitada de romance e mistério, que me fez ler cada capítulo a ansiar por novas descobertas e desenvolvimentos, e que nos faz perceber que os romances do passado pertencem ao passado e a vida é feita de futuros!

Classificação:

Nenhum comentário:

Postar um comentário