sábado, 30 de janeiro de 2016

[Pegadas & Opiniões] 'O meu nome é...' de Alastair Campbell

Autoria: Alastair Campbell
Editora: Bizâncio
Edição: Setembro de 2014
N.º Páginas: 303
Tradução: Clara Alvarez

Sinopse:  Hannah tem 17 anos e bebe para se sentir melhor. Por um momento. Depois, a dor de alma regressa, mais intensa. Esta é a história da adição de Hannah. O desenrolar da história através dos relatos de cada uma das pessoas que rodeiam Hannah durante a sua espiral de autodestruição dá ao leitor uma panorâmica completa do que é a vida junto de um alcoólico vulnerável e em negação.


Opinião:
'O meu nome é...' é aquele livro que nos permite viajar até ao mundo do alcoolismo, o mundo da jovem Hannah, a personagem principal.
Achei extremamente interessante este não ser apenas um livro onde é a personagem principal que relata a sua vida e os seus problemas, mas o forte testemunho das pessoas da vida de Hannah, que a tentaram encaminhar e ajudar a superar o seu vício, desde a sua melhor amiga Sophie até á sua Psiquiatra na Clínica de Reabilitação.
Alastair Campbell conseguiu trazer aos seus leitores uma história emocionante, pautada por momentos autodestrutivos que nos tiram o fôlego, e permitem perceber a evolução de uma adolescente alcoólica, que conta com um histórico familiar em drogas e álcool. 
A verdade é que a história de Hannah funciona como uma espécie de alerta para este vício/doença muito grave, que não deixa o seu leitor indiferente. Eu não fiquei indiferente, principalmente pelas palavras de Hannah no último capítulo do livro.
Uma história tocante, com uma escrita simples mas tão intensa que por vezes confudimos este romance com um relato real.
Recomendo, sem dúvida!

Classificação:

[Pegadas & Divulgações] 'Caminhos Sombrios' - NOVIDADE QUINTA ESSÊNCIA

Caminhos Sombrios
Data de edição: 2016
Páginas: 416
Editor: Quinta Essência

Lançamento a 02 de Fevereiro de 2016

"Quando os leitores pensam que já perceberam tido, Brown vem com uma reviravolta inteligente. Reclinem-se e saboreiem"
Romantic Times TOP PICK 


Sobre a obra:
Emory Charbonneau é uma grande pediatra, respeitada entre os colegas e estimada pela sociedade. Depois de uma discussão com o marido, Jeff, a jovem médica prepara-se para uma maratona e desaparece nas montanhas da Carolina do Norte. Quando Jeff comunica o seu desaparecimento à polícia, todas as pistas que Emory deixou desapareceram. O nevoeiro e o gelo põem um fim às buscas. 
Emory recobra a consciência, com um misterioso ferimento na cabeça, num local estranho. E na companhia de um homem cujo passado é tão sombrio que ele não quer sequer dizer-lhe o seu nome. Sem telefone, sem internet, sem ninguém por perto, mas movida pelo medo, Emory está determinada a escapar a todo o custo do cativeiro. 
Inesperadamente, no entanto, os dois têm um encontro perigoso com pessoas que seguem um código de justiça própria. No centro da disputa está uma jovem desesperada a quem Emory não pode virar costas, mesmo que isso signifique violar a lei.
Quando o esquema do marido é revelado e o FBI se aproxima do seu captor, Emory começa a perguntar-se se o homem sem nome não será, na verdade, o seu salvador.

Sobre a autora:
Sandra Brown é autora de mais de setenta romances, na sua maioria bestsellers do New York Times. É uma das mais importantes escritoras de romances policiais dos Estados Unidos, distinguidas, entre outros, com os prémios Texas Medal of Arts Awards for Literature e o Thriller Master de 2008, a distinção máxima atribuída pela International Thriller Writer’s Association.

Publicou o seu primeiro romance em 1981 e, desde então, já vendeu cerca de oitenta milhões de exemplares em todo o mundo, estado a sua obra traduzida em trinta e três idiomas. Vive com o marido em Arlington, no Texas.

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

[Pegadas & Divulgações] 'A Perfeição de Fiona' - NOVIDADE ASA

A Perfeição de Fiona
Data de edição: 2016
Páginas: 240
Editor: Edições ASA

Lançamento a 28 de Janeiro

“Uma história encantadora. Os fãs
de romance vão ter uma bela surpresa.”
 
BOOKLIST

Sobre a obra: 
As formidáveis irmãs Tribble estão intrigadas. Por um lado, estão contentes por terem nas mãos mais uma jovem a quem preparar para a vida na alta-sociedade. Mas por outro, a sua nova cliente, Fiona Macleod, parece ser tudo menos intratável. Precisará mesmo da ajuda da Academia de Etiqueta? A lindíssima e abastada herdeira escocesa não tem um único defeito que se lhe aponte: é educada, graciosa, recatada, e fluente em italiano! Infelizmente, aos dezanove anos, ainda não arranjou marido, e é esse o plano de Mr. e Mrs. Burgess, tios e guardiões de Fiona. A única recomendação? Que ela se mantenha afastada de Lord Peter Harvard. 
Mas a verdadeira Fiona está prestes a revelar-se. E escolhe logo o seu primeiro baile para o fazer. Namorisca despudoradamente com os seus inúmeros pretendentes e aborda assuntos proibidos para qualquer jovem que se preze. Pois a verdade é que Fiona não tenciona casar-se... e nem mesmo as atenções de Lord Peter, o solteiro mais cobiçado da sociedade, a farão mudar de ideias. Mas quando as discussões acaloradas entre ambos dão lugar a beijos escaldantes, é possível que Fiona esteja prestes a reconsiderar...

Sobre a autora: 
Marion Chesney (também conhecida pelo pseudónimo M.C. Beaton) nasceu na Escócia. Autora de uma vasta obra que se divide em romances de época e livros policiais, é uma das escritoras mais queridas dos leitores britânicos, principalmente graças às suas séries protagonizadas por Agatha Raisin e Hamish Macbeth. Divide o seu tempo entre uma pequena vila nas Cotswolds e Paris. 

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

[Pegadas & Opiniões] 'Vivo-te' de Mónica Canário


Autoria: Mónica Canário

Editora: Chiado Editora

N.º Páginas: 175

Colecção: Viagens na Ficção

Sinopse: Sophia é uma jovem rapariga desapegada de sentimentos amorosos. Focada no volley e nos amigos, sonha em conciliar a paixão pelo desporto com a faculdade. 
Aos 17 anos, vê a sua vida "de pernas para o ar" quando se apaixona por Dinis e descobre que sofre de leucemia. Juntamente com ele, Mafalda e Filipe, Sophia vai tentar superar as adversidades que a vida lhe impõe e sair mais forte. Mas nem tudo são rosas...
Da autoria de Mónica Canário, o primeiro romance da autora, o amor entre os dois jovens promete não deixá-lo indiferente, levando-o a reflectir sobre os valores da amizade e a força de acreditar.

Opinião: Vivo-te é aquela leitura que nos permite fazer uma introspecção acerca das injustiças da vida, mas também sobre a importância da amizade, amor e da família.
Com uma escrita muito leve, a autora consegue tornar a leitura em algo cativante e agradável (li o livro durante uma tarde e, em momento algum, me senti entediada!)
O desenvolver da história de amor entre Sophia e Dinis é muito ternurenta e, ao longo da leitura, vamos percebendo os pequenos (grandes) momentos que fizeram florescer este amor juvenil. Também a relação de Sophia com os seus amigos mais próximos é pautada por momentos divertidos, principalmente com Mafalda, por esta ter uma personalidade muito particular.
Um dos temas focados neste livro é a terrível doença do cancro, doença esta que, infelizmente, vai-se tornando cada vez mais banal. Mas a personagem principal Sophia dará o seu melhor para superar esta partida que a vida lhe pregou com apenas 17 anos.

Foi, sem dúvida, uma boa leitura. No entanto, senti que a história e as personagens poderiam ter sido mais desenvolvidas, de modo a enriquecer mais a contextualização da trama. Há uma série de assuntos interessantes que deveriam ter sido mais explorados, como por exemplo as traquinices dos irmãos gémeos da protagonista e o percurso da mesma no mundo do Voleibol.

Especial obrigada à Chiado Editora que me proporcionou esta leitura!



Classificação:

Nova parceria: 4 Estações Editora, chancela 'O Castor de Papel'

Castor de Papel


É com muito entusiasmo que vos comunico que o Pegadas Literárias continua a angariar parcerias! A 4 Estações Editora, chancela 'O Castor de Papel' é a nova colaboração do blogue!

Fundada no segundo semestre de 2014, com o registo comercial "4ESTAÇÕES-EDITORA, lda", pretende criar um espaço definido no mundo editorial português. Privilegiará editar autores de língua portuguesa, assim como os melhores de outros países, tanto na ficção literária, como em outras áreas: gestão, espiritualidade, medicinas alternativas, manuais práticos, giftbooks e literatura juvenil. Publicará sempre sob a chancela 'O Castor de Papel'.

Podem saber mais acerca da Editora no seu site oficial: www.castordepapel.pt

terça-feira, 19 de janeiro de 2016

[Pegadas & Passatempos] 'Porque Escolhi Viver' de Yeonmi Park

Porque Escolhi Viver
de Yeonmi Park
Edição/reimpressão:2015
Páginas: 340
Editor: Objectiva

Já somos 500 na página de Facebook do blogue! Para comemorar, um/a sortudo/a vai ganhar um exemplar do livro 'Porque Escolhi Viver' de Yeonmi Park.

Sinopse: A história real de uma norte-coreana que fugiu para conseguir viver. Cresceu a pensar que era normal ver cadáveres na rua a caminho da escola. Que era normal comer plantas selvagens para calar o estômago. Que era normal ver os vizinhos "desaparecer". Aos 13 anos, quando a fome e a prisão do pai tornaram o futuro impossível, Yeonmi e a família tomaram a decisão arriscada de fugir. Arriscaram morrer porque escolheram ser livres. Porque escolheram viver.


Para se habilitarem a ganhar, basta preencher o formulário abaixo, responder às questões e seguir as regras.As regras são as seguintes:
* Ser seguidor/a do blogue Pegadas Literárias (Obrigatório)
*Ser fã na página do Facebook do Pegadas Literárias (Obrigatório)
* Partilhar o passatempo em modo público (Obrigatório)
* Ser residente em Portugal Continental e Ilhas
* Só se pode participar UMA vez

Este passatempo termina no dia 31 de Janeiro.
O vencedor será seleccionado via random. Muito boa sorte a todos!

[Pegadas & Opiniões] 'Um Castigo Exemplar' de Júlia Pinheiro

Autoria: Júlia Pinheiro
Editora: A Esfera dos Livros
N.º Páginas: 267



Sinopse: Amélia Novaes, uma jovem tímida, sem berço e de aparência banal, é inesperadamente cortejada por um dos solteiros mais desejados do Porto do final do século XIX — Henrique Bettancourt Vasconcelos, filho do terceiro visconde De Lara. Apesar do desagrado da família do aristocrata, o casamento não tardará a acontecer e, no seu novo estatuto, Amélia antevê uma vida de conforto e alegria. Mas a sua ilusão começa a ruir quando Henrique decide partir sozinho para uma longa viagem pela Europa, para dar asas aos seus negócios. É então que a mágoa toma o lugar do sonho no espírito de Amélia, a cujas transformações vamos assistindo neste romance intenso, surpreendente e profundamente revelador da natureza humana, que marca o regresso de Júlia Pinheiro à ficção depois do sucesso de Não Sei Nada Sobre o Amor.

Opinião: Acabei mesmo agora de ler o segundo romance de Júlia Pinheiro e só me vêm duas palavras à mente: EMOCIONANTE e ARREBATADOR! Estou completamente arrebatada nesta escrita emocionante que nos leva a tempos antigos, cuja história remonta ao século XIX, numa excelente crítica à sociedade da época, com factos reais que vão enriquecendo a narrativa.
Á medida que a história se vai desenrolando é impossível não ter compaixão por Amélia Novaes, a jovem que foi para um casamento cheia de sonhos e ilusões, e vai percebendo da pior forma que o seu casamento foi apenas um contrato selado que lhe trouxe imensos dissabores. A mentira e o abandono tiveram repercussões perigosas em Amélia, transformando-a de uma menina doce e ingénua a uma jovem adulta rancorosa e vingativa.
Um Castigo Exemplar é aquele romance que nos consegue envolver de tal maneira que nos começamos a imaginar nos palacetes descritos, na indumentária da época. Esta é uma história que nos faz amar e odiar as personagens principais, Amélia e Henrique, fazendo-nos reflectir acerca da sua verdadeira índole e questionar a validade das suas acções. 
A capa, a meu ver, não é das mais cativantes, mas o livro em si é do mais cativante que há! Confesso que li o livro em três dias e é um dos livros cuja história me enfeitiçou e agradou.
Se querem ler um livro muito bom e surpreendente, este livro é a aposta certa! Os meus sinceros Parabéns a Júlia Pinheiro, não só uma excelente profissional da Comunicação mas também uma escritora fenomenal.

Classificação:





sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

[Pegadas & Opiniões] ''Sapatinhos de Chocolate' de Trisha Ashley

Autoria: Trisha Ashley
Editora: Quinta Essência
N.º Páginas: 390
Tradução: Carmo Vasconcelos Romão


SinopseQuando Tansy Poole herda uma sapataria decrépita escondida na aldeia de Sticklepond, nasce a Cinderella’s Slippers – que fornece calçado capaz de fazer qualquer casamento de conto de fadas tornar-se realidade... 
Tendo todos os sapatos em que uma noiva gostaria de percorrer o caminho até ao altar, a loja de Tansy logo se expande para vender outros produtos relacionados com a temática… e até deliciosos sapatinhos de chocolate. É o destino de sonho para qualquer amante de sapatos! 
Se tudo na sua vida pessoal pudesse ser igualmente celestial - mas com um noivo a tentar fazê-la caber num vestido de noiva tamanho 36, para não mencionar a recente descoberta de revelações perturbadoras na família, Tansy refugia-se no sucesso da loja. 
Há porém um homem que não está entusiasmado com o fluxo de clientes que enche a Cinderella’s Slippers... O ator Ivo Hawksley, morador na casa ao lado da loja, vive atormentado por um segredo sombrio do seu passado e chegou a Sticklepond para curar o seu próprio coração destroçado. 
No entanto, Ivo percebe que ele e Tansy tem uma ligação no passado e, em breve, descobrem como os segredos partilhados podem formar uma ligação realmente forte... 

Opinião:
Sapatinhos de Chocolate leva-nos de volta á aldeia de Sticklepond, onde reencontramos as personagens marcantes do seu livro 'Desejos de Chocolate' envolvendo-nos para esta aldeia tão especial e peculiar.
Tansy, a morar em Londres com o seu noivo (Justin), regressa a esta aldeia, para o conforto da sua tia Nancy, quando descobre um segredo imperdoável deste.
Com o avançar da idade a tia Nan vai ficando mais frágil e prepara tudo para a sua sobrinha Tansy herdar a sua sapataria, que mais tarde Tansy transforma numa sapataria exclusivamente direccionada para noivas, nascendo assim 'Cinderella's Slippers'.
É feita uma comparação da história da personagem principal com a da Cinderela, no sentido em que tem duas meias-irmãs, não horrorosas, mas super irritantes que, ao longo da leitura, nos fazem sair do sério e só nos apetece mandá-las para a Terra do Nunca! Tansy é aquela personagem humilde e simples que, ao longo da sua vida, vê as suas irmãs a interferirem na sua vida amorosa, incluindo na sua vida com Justin, alguém facilmente influenciável e fraco de espírito (ainda bem que o relacionamento entre eles terminou!)
Para se abstrair de todos os seus problemas, Tansy refugia-se na sua loja, onde trabalha com a sua melhor amiga Bella, simpática, divertida mas um pouco descrente do amor até que encontra Neil e cresce uma história de amor e união entre eles. Juntas conseguem que a Cinderella's Splippers se torne num sucesso!
Quem não está muito contente com este sucesso é Ivo, um actor Shakesperiano que recentemente perdeu a sua mulher, uma vez que se mudou para Sticklepond para encontrar sossego, mas a morar ao lado da loja de Tansy rapidamente encontra alguma agitação que não esperava.
Ivo e Tansy não são desconhecidos, pois tiveram uma ligação especial em tempos de jovens. Apesar da rigidez e afastamento entre ambos, Tansy dá o braço a torcer e através dos seus cozinhados (e que bons cozinhados!) consegue aproximar-se dele e ajudá-lo a recuperar-se da morte da mulher, tornando-se assim amigos próximos. O que os aproxima ainda mais é a partilha dos últimos acontecimentos das sua vidas, em que Tansy descobre um segredo relacionado com a sua família e Justin descobre os diários da sua noiva falecida e encontra revelações chocantes.
À medida que se vão apoiando um no outro, Tansy e Justin acabam por perceber que o seu romance não ficou no passado e ambos merecem uma segunda oportunidade amorosa. 

Trisha Ashleyneste seu terceiro romance editado pela Quinta Essência, proporciona-nos uma leitura agradável e muito leve, com algumas temáticas a que já estamos habituados na sua escrita: os amores, os desamores, a comida, a doçaria, a família e a invocação do passado para explicar o presente.
Mais uma vez fiquei encantada com a capa do livro, que nos transporta para a aldeia de Sticklepond e para a personagem principal, bonita e aconchegante.
Recomendo este livro para uma leitura suave de Inverno!

Classificação:

terça-feira, 12 de janeiro de 2016

Grupo LeYa: a nova colaboração do blogue


Olá leitores!
É com uma grande satisfação que anuncio que o Pegadas Literárias tem uma nova colaboração: o Grupo LeYa.

A LeYa nasceu em 2008 como grupo editorial no qual se integram algumas das mais prestigiadas editoras de língua portuguesa.
Líder do mercado editorial português, angolano e moçambicano, a LeYa está também presente no Brasil onde assumiu uma posição de destaque na área de edições gerais e onde atua, igualmente, no setor da Educação e das tecnologias aplicadas ao Ensino.

O Grupo LeYa reúne algumas das editoras mais conhecidas como a 'Caminho', as 'Edições ASA', a 'Quinta Essência' e a 'Lua de Papel'.

Poderão aceder ao todas as informações sobre a LeYa, através do seguinte link: http://www.leya.com/pt/

Será um prazer colaborar com este grupo tão diversificado e completo!

sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

Editorial Bizâncio: nova parceria do Pegadas Literárias


Estou radiante!
É com muita alegria que vos comunico que o Pegadas Literárias tem uma nova parceria: a Editorial Bizâncio.

Nascida em 1997, a Bizâncio afirma-se como uma editora generalista, que desde o início da sua actividade tem trabalhado no sentido de cobrir uma vasta área da actividade editorial, dando voz a obras e autores dos mais diversos estilos, origens e filosofias. 

Preocupada em divulgar ideias e apoiar a produção de obras de cultura, a Bizâncio tem também lugar para obras de carácter mais leve, quer pelos temas tratados, quer pela forma de abordagem, atingindo, assim, um público vasto e interessado.

Poderão aceder ao todas as informações sobre esta magnífica Editora, através do  seguinte link: http://www.editorial-bizancio.pt/


Será um prazer colaborar com a Editorial Bizâncio!

quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

[Pegadas & Opiniões] 'Noite de Reis' de Trisha Ashley

Autoria: Trisha Ashley
Editora: Quinta Essência
N.º Páginas: 472
Tradução: Eugénia Antunes

Sinopse: O Natal sempre foi uma época triste para a jovem viúva Holly Brown, por isso, quando lhe pedem para cuidar de uma casa remota nas charnecas do Lancashire, a oportunidade de se esconder é irresistível - a desculpa perfeita para esquece as festividades. 
Escultor, Jude Martland, decidiu que este ano não haverá Natal depois de o irmão ter fugido com a sua noiva, e faz questão de evitar a casa da família. No entanto, terá de voltar na Noite de Reis, quando a aldeia de Little Mumming celebra as suas festividades e toda a família é obrigada a comparecer. 
Enquanto isso, Holly começa a descobrir que, se quer evitar a Natal, veio para o local errado. Quando Jude regressa inesperadamente na véspera de Natal não fica nada contente ao constatar que Holly parece estar a organizar a festa de família que ele esperava evitar. 
De repente, uma tempestade de neve surge do nada e toda a aldeia fica isolada. Sem fuga possível, Holly e Jude encontram muito mais do que esperavam - parece que a quadra natalícia vai ser bastante interessante!

Opinião:
Noite de Reis é aquele livro que nos traz uma história doce e divertida, num enredo muito natalício e festivo. 
O livro proporciona-nos uma agradável leitura, onde a personagem principal, Holly, faz de tudo para evitar o Natal (o seu marido e avó faleceram nesta altura do ano). Se no Verão a sua profissão é a de chef de cozinha, no Inverno dedica-se a cuidar de casas e dos animais nelas incluídas. A paixão com que Holly cuida do "ninho" de outras famílias é, de facto, muito ternurenta.
Neste Inverno, por coincidência do destino, Holly foi enviada para a mansão de Jude Martland.
Logo no início da sua estadia e trabalho, Holly descobre, através de alguns telefonemas, que o seu patrão Jude não é a pessoa mais amável e a irrita de uma maneira que nem ela consegue explicar.
Ao mesmo tempo que cuida da casa lê os diários recentemente descobertos da sua avó, a avó que fora enfermeira durante a guerra e tivera um grande amor nesse tempo.
À medida que vão percebendo que a nova "governanta" da mansão já está em funções, os familiares Martland (Jess, Noel, Tilda, Becca) começam a criar afinidades com Holly e veêm nela a grande solução para um Natal que parecia perdido devido ao afastamento de Jude.
Entretanto Jude surge inesperadamente, pouco antes do Natal, e logo se cria uma faísca quase palpável entre Holly e ele.
Um nevão surge e toda a aldeia fica isolada, fazendo com que todos fiquem "barricados" na mansão. Este isolamento vem trazer uma maior aproximação, não só de Holly e Jude, mas de Holly com toda a família. Mas a verdadeira aproximação encontra-se numa das parte do diário da sua avó, uma revelação surpreendente que irá mudar a vida de Holly e dos Martland para sempre.

Assim que peguei no livro pensei "Estamos no Natal, o título sugere ser o ideal para esta época do ano, mas será que é mesmo?" e não poderia ter escolhido melhor livro! É realmente o livro ideal e reconfortante para esta época festiva, pautado pelas descrições das decorações de Natal e pelas receitas da família Martland, como a bebida wassail, os biscoitos de gengibre e especiarias para a árvore de natal e os bolos dos revels, que curiosamente vêm descritas no final do livro.

Este segundo livro de Trisha Ashley é adorável e de fácil leitura. Mais uma vez, a Quinta Essência apostou (e muito bem!)  numa capa de livro apelativa e brilhante que retrata todo o cenário natalício de 'A Noite de Reis'.
Adorei o livro e recomendo principalmente para esta época de festividades!

Classificação:

Nova colaboração do Pegadas: A Esfera do Livros


Novidades fresquinhas! Consegui mais uma colaboração a nível de editoras: A Esfera dos Livros.

A Esfera dos Livros é um novo projecto editorial que pretende ir ao encontro dos gostos e das necessidades do leitor português.

Aberta a todos os campos da não-ficção, aposta em áreas como a actualidade, a biografia, o ensaio, a história, saúde, psicologia, bem-estar, o jornalismo de investigação e o esoterismo de qualidade. Com temas inovadores, com autores nacionais e internacionais de prestígio, uma apresentação gráfica atraente e uma preocupação constante com a qualidade do livro.

Podem aceder ao site da Editora a partir daqui: http://www.esferadoslivros.pt/index.php

É com muito gosto que o Pegadas Literárias começará a colaborar com esta fantástica Editora!

terça-feira, 5 de janeiro de 2016

Chiado Editora: a primeira Editora parceira do Pegadas Literárias

Chiado Editora

O Pegadas Literárias começa o 2016 da melhor maneira e é com muita felicidade que anuncio que a primeira editora nossa parceira é a Chiado Editora!

A Chiado Editora é especializada na publicação de autores portugueses e brasileiros contemporâneos, sendo neste momento a maior editora em Portugal neste segmento, e uma das editoras em maior crescimento no Brasil. Em pouco mais de sete anos de existência, a Chiado Editora revolucionou o mercado do livro em língua portuguesa, editando mais de 1000 novos títulos por ano! Em virtude dos métodos inovadores de produção e distribuição que desenvolvemos, todos os livros publicados pela Chiado Editora estão, a todo o momento, disponíveis para todos os Leitores, nas maiores redes livreiras de Portugal e do Brasil.

Podem explorar melhor o que a Editora tem para vos dar, desde as viagens filosóficas e os prazeres poéticos até às viagens na ficção:  https://www.chiadoeditora.com/

Será um prazer colaborar com a Chiado Editora!