sábado, 23 de setembro de 2017

[Pegadas & Opiniões] 'Desejo Concedido' - As Guerreiras Maxwell Livro 1 de Megan Maxwell

Sinopse:
A história é passada na Inglaterra do século XIV.
Lady Megan Phillips é uma jovem muito bela e lutadora que tem a seu cargo dois irmãos mais novos.
A vida não tem sido fácil, porque nasceu com uma personalidade de autêntica guerreira, que não se verga diante de ninguém nem de nada.
O highlander Ducan McRae, mais conhecido como o Falcão, é um homem acostumado a chefiar exércitos, comandar batalhas e sair vitorioso de todas.
Mas ao chegar ao castelo de Dunstaffnage para assistir ao casamento do amigo Alex McDougall, encontra-se com o maior desafio da vida, alguém com quem não está habituado a lidar: lady Megan Phillips, uma morena que não tem medo de nada.
Um autêntico livro de desassossegar a realidade! Um desafio a que crie o seu mundo à imagem dos seus desejos.
Assombrado pelo descaramento e impetuosidade da jovem, o Falcão não consegue afastar os seus olhos verdes dela e, após fazer uma promessa ao avô da jovem, vê-se unido a lady Megan num casamento que durará um ano e um dia.
Que reservará o destino aos senhores McRae?
Conseguirão entender-se ou acabarão a odiar-se para o resto dos seus dias?

Opinião: “Desejo Concedido” é o primeiro livro da série Guerreiras Maxwell e é o segundo livro que leio da autora. Conheci esta autora através de um divertidíssimo romance 'O teu Aroma a Pêssego' e fiquei logo super fã. A escrita fácil e fluída mantém-se, bem como as suas personagens arrojadas. 
Este livro conta-nos a história de Megan Phillips e sua família. Megan, Shelma e o irmão mais novo de ambas vêm-se sem eira nem beira após a morte do avô, numa luta contínua para serem aceites nas terras altas da Escócia, pois são descendentes de ingleses. Bem se sabe que naquela época ingleses e escoceses odiavam-se.
O romance acaba por trazer também uma história de amor/ódio entre a heroína principal e Duncan McRae, pautada por momentos bastante divertidos.
A personagem principal não me conquistou de imediato, mas fui percebendo o porquê da sua personalidade tão forte e fui ganhando carinho por ela. Por norma, naquela época as mulheres eram consideradas fracas e delicadas mas Megan e a sua irmã, Shelma, fogem completamente à regra. Mostraram que são Guerreiras.
Um dos pontos mais interessantes do romance, a meu ver, é todo o cenário escocês que a autora nos oferece. A envolvência do cenário que um autor consegue fazer faz toda a diferença num bom livro, e Megan Maxwell não falhou.
Um romance histórico que não tem grandes reviravoltas nem grandes surpresas, mas muito agradável de ler.

Classificação:

Nenhum comentário:

Postar um comentário