sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

[Pegadas & Opiniões] ''Sapatinhos de Chocolate' de Trisha Ashley

Autoria: Trisha Ashley
Editora: Quinta Essência
N.º Páginas: 390
Tradução: Carmo Vasconcelos Romão


SinopseQuando Tansy Poole herda uma sapataria decrépita escondida na aldeia de Sticklepond, nasce a Cinderella’s Slippers – que fornece calçado capaz de fazer qualquer casamento de conto de fadas tornar-se realidade... 
Tendo todos os sapatos em que uma noiva gostaria de percorrer o caminho até ao altar, a loja de Tansy logo se expande para vender outros produtos relacionados com a temática… e até deliciosos sapatinhos de chocolate. É o destino de sonho para qualquer amante de sapatos! 
Se tudo na sua vida pessoal pudesse ser igualmente celestial - mas com um noivo a tentar fazê-la caber num vestido de noiva tamanho 36, para não mencionar a recente descoberta de revelações perturbadoras na família, Tansy refugia-se no sucesso da loja. 
Há porém um homem que não está entusiasmado com o fluxo de clientes que enche a Cinderella’s Slippers... O ator Ivo Hawksley, morador na casa ao lado da loja, vive atormentado por um segredo sombrio do seu passado e chegou a Sticklepond para curar o seu próprio coração destroçado. 
No entanto, Ivo percebe que ele e Tansy tem uma ligação no passado e, em breve, descobrem como os segredos partilhados podem formar uma ligação realmente forte... 

Opinião:
Sapatinhos de Chocolate leva-nos de volta á aldeia de Sticklepond, onde reencontramos as personagens marcantes do seu livro 'Desejos de Chocolate' envolvendo-nos para esta aldeia tão especial e peculiar.
Tansy, a morar em Londres com o seu noivo (Justin), regressa a esta aldeia, para o conforto da sua tia Nancy, quando descobre um segredo imperdoável deste.
Com o avançar da idade a tia Nan vai ficando mais frágil e prepara tudo para a sua sobrinha Tansy herdar a sua sapataria, que mais tarde Tansy transforma numa sapataria exclusivamente direccionada para noivas, nascendo assim 'Cinderella's Slippers'.
É feita uma comparação da história da personagem principal com a da Cinderela, no sentido em que tem duas meias-irmãs, não horrorosas, mas super irritantes que, ao longo da leitura, nos fazem sair do sério e só nos apetece mandá-las para a Terra do Nunca! Tansy é aquela personagem humilde e simples que, ao longo da sua vida, vê as suas irmãs a interferirem na sua vida amorosa, incluindo na sua vida com Justin, alguém facilmente influenciável e fraco de espírito (ainda bem que o relacionamento entre eles terminou!)
Para se abstrair de todos os seus problemas, Tansy refugia-se na sua loja, onde trabalha com a sua melhor amiga Bella, simpática, divertida mas um pouco descrente do amor até que encontra Neil e cresce uma história de amor e união entre eles. Juntas conseguem que a Cinderella's Splippers se torne num sucesso!
Quem não está muito contente com este sucesso é Ivo, um actor Shakesperiano que recentemente perdeu a sua mulher, uma vez que se mudou para Sticklepond para encontrar sossego, mas a morar ao lado da loja de Tansy rapidamente encontra alguma agitação que não esperava.
Ivo e Tansy não são desconhecidos, pois tiveram uma ligação especial em tempos de jovens. Apesar da rigidez e afastamento entre ambos, Tansy dá o braço a torcer e através dos seus cozinhados (e que bons cozinhados!) consegue aproximar-se dele e ajudá-lo a recuperar-se da morte da mulher, tornando-se assim amigos próximos. O que os aproxima ainda mais é a partilha dos últimos acontecimentos das sua vidas, em que Tansy descobre um segredo relacionado com a sua família e Justin descobre os diários da sua noiva falecida e encontra revelações chocantes.
À medida que se vão apoiando um no outro, Tansy e Justin acabam por perceber que o seu romance não ficou no passado e ambos merecem uma segunda oportunidade amorosa. 

Trisha Ashleyneste seu terceiro romance editado pela Quinta Essência, proporciona-nos uma leitura agradável e muito leve, com algumas temáticas a que já estamos habituados na sua escrita: os amores, os desamores, a comida, a doçaria, a família e a invocação do passado para explicar o presente.
Mais uma vez fiquei encantada com a capa do livro, que nos transporta para a aldeia de Sticklepond e para a personagem principal, bonita e aconchegante.
Recomendo este livro para uma leitura suave de Inverno!

Classificação:

Nenhum comentário:

Postar um comentário