domingo, 15 de janeiro de 2017

[Pegadas & Divulgações] Novidades de Janeiro - Planeta

Sobre o livro: Camille Logan é uma famosa modelo, filha de uma família rica, que é alvo de ameaças anónimas. 
Jake Sharp é um ex-sniper do SAS, que trabalha como guarda-costas e que foi contratado pelo pai de Camille para a proteger. Toda a gente pensa que ele tirou as medidas a Camille: uma menina do papá mimada e bonita que usa a conta bancária do pai para financiar o estilo de vida que leva. Mas Camille é muito mais do que parece à primeira vista e está determinada a viver livre de amarras.
Quando descobre que a sua vida está a ser ameaçada em consequência da maneira implacável como o pai gere os negócios, não tem outro remédio senão preparar-se para as medidas que ele vai tomar para a proteger. Mas nada poderia prepará-la para o ex-sniper do SAS que entra de rompante na sua existência. 
Jake Sharp vive o seu inferno privado. Já uma vez se deixou distrair do seu dever e as consequências foram devastadoras, pelo que jurou nunca mais permitir que voltasse a acontecer. 
Ser o guarda-costas de Camille não é o género de distracção dos seus demónios que devia aceitar – as mulheres e Jake não combinam bem –, mas proteger a herdeira parece ser o menor de dois males. 
Jake não tarda a descobrir a verdadeira Camille. É uma jovem terna e compassiva, a sua presença apaziguadora, e o dever de protegê-la depressa vai mais longe e mais fundo do que um trabalho bem pago. Jake precisa de absolvição. Acaba por precisar de Camille. Mas sabe que não pode ter ambas.

Sobre a autora: Jodi Ellen Malpas nasceu em Northampton, onde vive com a família. Enquanto trabalhava na empresa de construção do pai foi cimentado a trama de a trilogia e criou a personagem de Jesse Ward. Em 2012 decidiu autopublicar O Amante, o primeiro livro, e a massiva resposta das leitoras motivou-a a terminar a trilogia. Catapultada para o número 1 do New York Times, a trilogia Este Homem converteu-se no fenómeno do ano coroando Jodi Ellen Malpas como a nova rainha do romance erótico. Mais de um milhão de leitoras apaixonaram-se por Jesse, por M e agora por Jake.

----------------------------------------------------------------
A melhor e mais completa biografia do novo presidente dos EUA, feita por uma equipa de vinte jornalistas, de um dos mais prestigiados jornais do mundo, o The Washington Post, que investigou todas as facetas da vida de Trump. 

Sobre o livro: Os antepassados escoceses e alemães, a infância, a adolescência, a vida na faculdade e o arranque profissional. 
A relação com o pai, com os filhos e com as mulheres – as suas e as dos outros. Os negócios – do imobiliário aos casinos, dos concursos de beleza à marca roupa, dos bifes ao reality show. A fórmula para o sucesso – e a fórmula para mascarar os muitos insucessos. 
O dinheiro que ganhou, o dinheiro que perdeu, a ruína financeira que provocou a muitas pessoas e empresas. A falência técnica, as tensíssimas negociações bancárias para a impedir e a mesada com que passou a ser obrigado a viver. A política, as sete mudanças de partido, a campanha e a vitória. 
Eis o resultado de uma incomparável e imparcial investigação jornalística, feita por mais de 20 repórteres do prestigiado jornal The Washington Post. Nenhum aspecto do percurso do novo presidente dos Estados Unidos ficou por escrutinar.

Sobre os autores: Michael Kranish é repórter de investigação na área de política do The Washington Post. É co-autor de John Kerry: The Boston Globe Biography e de The Real Romney, e autor de Flight from Monticello: Thomas Jefferson at War. Antes de trabalhar no The Washington Post era o sub-director da delegação do jornal The Boston Globe em Washington. Venceu o Society of Professional Journalists Award for Washington Correspondence in 2016. 
Marc Fisher é editor sénior no The Washington Post, onde já foi editor, colunista e director da delegação em Berlim, entre outros cargos que desempenhou ao longo dos seus mais de 30 anos no jornal. É autor de Something in the Air, uma história da rádio, e de After the Wall, o relato em forma de reportagem sobre a queda do muro de Berlim e a unificação da Alemanha. Venceu o Pulitzer Prize for National Reporting em 2016 e o Pulitzer Prize for Public Service em 2014.

----------------------------------------------------------------
 Em que tipo de mundo gostaria de viver? O acto de criar um mundo é um acto revolucionário!

Sobre o livro: A mesma criadora dos mega sucessos de venda Destrói este Diário, Isto Não é um Livro e Caos, pede agora aos leitores que querem mudar o mundo para darem asas à imaginação e deixarem fluir a energia criativa que existe dentro de cada um e que muitas vezes fica aprisionada pela correria do dia-a-dia. 
Cada página vem com uma proposta diferente e cabe ao leitor interpretar a melhor maneira de executá-la. Pode ser lido sem uma ordem predeterminada. Abra uma página ao acaso e deixe-se surpreender. 
O acto de criar um mundo é um acto de revolução. 
Imaginar algo diferente, algo melhor, ou algo mais interessante é levar o mundo existente a um estado de mudança. Alguns dos maiores actos revolucionários do nosso tempo aconteceram porque alguém teve a coragem de imaginar algo novo.
Se é verdade que a imaginação cria a nossa realidade, então podemos ver-nos como alquimistas, capazes de transformar a sociedade e a cultura em geral com as nossas palavras e ideias. 
Temos o poder de curar uma cultura doente com a «energia mágica» que provém da nossa imaginação. Pela mera documentação das nossas ideias, podemos iniciar o processo de mudança. Está na hora de começar. 
Lembre-se: Tem poderes imensos! 

Sobre a autora: Keri Smith é uma artista canadiana, que vive entre Nova Iorque e o seu país de origem.  O principal objecto de trabalho de Keri Smith, que tem dados aulas de educação conceptual em várias universidades é o conceito de Obra Aberta proposto por Umberto Eco: peças que são completadas pelo leitor/utilizador. Tem sido convidada para projectos de investigação e arte em Copenhaga e Londres (Olimpíadas Culturais de 2012). É consultora do Center For Artistic Activism. O seu app Pocket Scavenger venceu o prémio de melhor app de não-ficção para adultos 2014 dos Digital Book Awards. 


Novidades a partir de 18 de Janeiro nas livrarias

Nenhum comentário:

Postar um comentário