domingo, 29 de janeiro de 2017

[Pegadas & Divulgações] Novidades Planeta - Fevereiro

Um romance de estreia mundial: direitos vendidos em 18 países antes de ser publicado em Espanha, o país natal do autor.

Sobre o livro: Barcelona 1888: várias raparigas aparecem mortas… nada é o que parece e ninguém está a salvo do passado. Segredos, traições e paixões proibidas na Barcelona fascinante do fim do século XIX. 
A poucos dias de se inaugurar a primeira Exposição Universal do país, aparecem os corpos horrivelmente mutilados de várias raparigas. As feridas lembram uma antiga maldição da cidade há muito esquecida.
Daniel Amat, jovem professor residente em Oxford, recebe a notícia que o pai morreu em estranhas circunstâncias, o que o obriga a voltar a Barcelona após anos de ausência. A partir desse momento, ver-se-á arrastado na perseguição de um assassino desapiedado enquanto enfrenta as consequências do passado. Bernat Fleixa, jornalista do Correo de Barcelona, cujo único interesse é conseguir uma notícia que o torne famoso, e Pau Gilbert, um enigmático estudante de medicina, juntam-se a Amat na busca de um antigo manuscrito anatómico que pode mudar a história do conhecimento e que também é o principal objectivo do misterioso assassino.  

Sobre o autor: Jordi Llobregat, nasceu em Valência, em 1971, e é um apaixonado da história e da evolução das cidades. Há vários anos mantém um vínculo especial com Barcelona, cidade da sua família materna. Actualmente concilia a escrita com o trabalho à frente de uma empresa dedicada à realização de projectos de competitividade territorial e desenvolvimento local. É co-criador do festival de romance Valência Negra. Participou em várias antologias e pertence ao grupo literário El Cuaderno Rojo. O Segredo de Vesálio é o seu primeiro romance.
-------------------------------------------------------------
Um livro imprescindível para recuperar a essência da infância e repensar aquilo que a natureza da criança reclama: o respeito pelos seus ritmos, a sua inocência e o seu sentido de mistério.  

Sobre o livro: O ambiente cada vez mais frenético e exigente em que está a afastar as crianças do essencial. 
Em nome de um sucesso futuro achamos necessário sobrecarregá-las com um sem fim de actividades que estão a privá-las do lazer, da brincadeira livre, da natureza, do silêncio. 
Em nome da tranquilidade deixamo-las entregues a imagens, sons e tecnologia avassaladores que anulam sentidos, perguntas e um sentimento fundamental: a curiosidade, que as conduz à maravilhosa aprendizagem de tudo o que há para descobrir pela primeira vez.

Sobre a autora: Catherine L’Ecuyer é canadiana radicada em Barcelona e mãe de quatro filhos. Tem um MBA da IESE Business School e um Mestrado Europeu em Investigação. É consultora, investiga, escreve e dá conferências sobre temas educativos. Actualmente colabora com o grupo de investigação Mente Cérebro da Universidade de Navarra. Em 2014 a revista Frontiers in Human Neuroscience publicou o artigo «The Wonder Approach to Learning», que reconhece o tema deste livro (editado em 15 países) como uma nova hipótese/teoria da aprendizagem. É também autora do livro, Educar en la Realidad, sobre o uso da tecnologia na infância e na adolescência.
-------------------------------------------------------------
Sobre o livro: Este é um livro que não é uma entrevista, mas sim uma série de conversas sem guião, que vão tecendo o pensamento de António Lobo Antunes ao fio da cumplicidade criada com o jornalista e subdirector do Jornal de Negócios, Celso Filipe.
Uma visão intimista de um de um dos maiores escritores da actualidade que ajuda a conhecer o homem que é escritor, a perceber o que o satisfaz e o atormenta, a descobrir as suas influências e embirrações, os amigos, as recordações, o método de escrita.
António Lobo Antunes é hoje o escritor português vivo com maior dimensão nacional e internacional no campo da Literatura. O livro inclui uma lista actualizada das obras e dos prémios literários do autor Um livro que nenhum leitor e admirador de António Lobo Antunes dispensará na sua estante.  
 
Sobre o autor: Celso Filipe nasceu em Setembro de 1964. Considera-se afortunado porque tem duas terras que o preenchem: Lisboa, de onde é natural, e Grândola, onde a sua vida começou a fazer sentido. Empenha-se, embora de forma inconsequente, em seguir o lema de Agostinho da Silva: «não faço planos para a vida, para não atrapalhar os planos que a vida tem para mim». Frequentou o curso de Comunicação Social da Universidade Nova de Lisboa. É jornalista desde 1986 e exerce actualmente o cargo de subdirector do Jornal de Negócios. Na Planeta publicou já, em 2013, O Poder Angolano em Portugal – Presença e influência do capital de um país emergente e Escrevam a dizer quem foi ao meu funeral (novela policial), em 2015.  

Nas livrarias a partir de 1 de Fevereiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário