terça-feira, 26 de julho de 2016

[Pegadas & Divulgações] 'Comunicação Clínica e Relação de Ajuda' - Grupo Lidel

Um livro abrangente, escrito de forma simples, que visa ajudar os profissionais de saúde a tornarem-se “mestres” na arte de comunicar com os utentes, pois a forma como comunicam é determinante para que um doente aceite uma intervenção, colabore nessa intervenção e acredite na eficácia da mesma.

 A LIDEL apresenta o seu novo livro “Comunicação Clínica e Relação de Ajuda”, o qual conta com a participação de 22 profissionais nacionais e internacionais de várias áreas e é coordenado pelo professor Carlos Sequeira. Um manual de aprendizagem para os profissionais conhecerem as competências, as técnicas, as habilidades, as estratégias de comunicação para depois as utilizar em prol dos pacientes nos diferentes contextos. 
Sendo a comunicação tão importante para construir uma relação de confiança com os pacientes, mais que um dom, a mesma deverá ser vista como um dever ético. O poder das palavras pode ser, e é maioritariamente, um ponto de viragem para a diminuição do erro no diagnóstico e em particular para uma melhor eficácia nas intervenções. 
Com o objetivo de realçar o impacto que a comunicação tem na intervenção médica, o livro “Comunicação Clínica e Relação de Ajuda” nasce numa altura em que é urgente definir o poder do diálogo e considerá-lo como um investimento de elevado potencial terapêutico.
Organizado em cinco partes e dividido em 36 capítulos que realçam a importância do toque, do olhar e da escuta como essenciais na interação, este novo livro pretende preencher uma lacuna na bibliografia existente, bem como ajudar profissionais e estudantes de vários ramos de atividade, em particular da saúde, a moldarem e adaptarem o seu discurso em prol das necessidades de cada um. 
Tendo como base a máxima de que a comunicação não é apenas uma arte, mas também se ensina e aprende, este guia orientador que surge a partir de três contextos distintos – Prática Clínica, Investigação e Ensino – pretende elucidar cada leitor de que é realmente possível, através das palavras, mudar a efetividade das nossas ações, com vista a ajudar quem mais precisa.  
 
Principais conteúdos: 
* Comunicação;
* Alterações da Comunicação;
* Estratégias de Comunicação ao longo do Ciclo Vital e em situações específicas;
* Entrevista e Consulta;
* Relação de ajuda.
 
“No contexto da saúde, o que eu penso pode não ser igual ao que o outro compreende, mas espera-se, pelo menos, que o que eu quero dizer seja muito próximo do que o outro escuta (…) Na comunicação em saúde, o mais importante não é o que é dito mas sim o que é percebido, quer pelo profissional de saúde quer pelo utente.”
In Nota Introdutória de Carlos Sequeira, Coordenador do livro

Nenhum comentário:

Postar um comentário