domingo, 23 de outubro de 2016

[Pegadas & Opiniões] 'A Rapariga do Calendário - Livro 2' de Audrey Carlan

Autoria: Audrey Carlan
Editora: Planeta
Data de publicação: Junho de 2016
Número de páginas: 366
Tradução: Mário Dias Correia

Sinopse: A jornada de Mia Saunders, acompanhante por força das circunstâncias, continua neste segundo volume de A Rapariga do Calendário! Nos três meses que se seguem, Mia viaja para Boston, Oahu e Washington DC. Em Abril, faz-se passar pela namorada do mulherengo Mason Murphy, um jogador de basebol profissional que precisa de melhorar a sua imagem, e acaba por descobrir que ele não é exactamente aquilo de que estava à espera.
Maio encontra Mia a incendiar o sangue de Tai Niko, modelo fotográfico e intérprete da dança do fogo samoano, enquanto participa numa campanha publicitária que tem como objectivo demonstrar que a beleza não é uma questão de tamanho.
Em Junho, a missão de Mia é servir de enfeite de braço a Warren Shipley, membro do grupo conhecido como Um por Cento. Enquanto finge ser uma caçadora de fortunas, descobre que Warren tem de facto um coração de ouro. Pena é que o atraente filho, Aaron, senador pela Califórnia, não seja em nada parecido com o pai.

Opinião: Mal pude esperar para começar a ler mais um trimestre de aventura com uma das protagonistas mais carismáticas do ano: Mia Saunders.
Este livro traz-nos Abril, Maio e Junho da vida de Mia Saunders, uma rapariga de vinte e quatro anos que tem um ano para dar um milhão de dólares ao agiota que chantageou o seu pai (e por sinal seu ex-namorado, ninguém merece). A única solução rápida e eficaz que Mia vê é tornar-se acompanhante de luxo na empresa de acompanhantes da sua tia Millie. 
O cliente de Abril leva Mia a Boston. Mason, um dos jogadores dos Red Sox, contrata a heroína para o ajudar a melhorar a sua imagem de engatatão e criar uma imagem de homem adulto e estável. Nunca Mason pensou que Mia o ajudaria ainda mais a juntá-lo ao seu verdadeiro amor, Rachel. 
Em Maio viajamos com a protagonista até ao Hawaii, contratada para realizar algumas sessões fotográficas para uma marca de biquínis. É aqui que ela conhece o conterrâneo Tai, um sexy samoano dedicado à sua família e leal com os seus amigos. A relação de ambos faz faísca e não há quem lhes apague o fogo! Fiquei fascinada com as descrições acerca desta ilha do oceano pacífico, da sua beleza infinita e cultura distinta. Faíscas sexuais, líbidos insaciáveis, corpos quentes e desejosos - Maio é o mês mais fenomenal do livro. 
O cliente de Junho transporta-nos para a capital americana, Washington DC, para junto de um cliente muito mais velho que o habitual, que procura em Mia alguém bonito e elegante para o acompanhar a vários eventos, de forma a conseguir aliados para um projecto de beneficência. 
Mas este mês não é só elegância e luxúria. Mia apercebe-se que está a ser vítima de assédio sexual e tenta dar a volta de outra maneira mas as coisas avançam muito rápido e corre mais perigo do que imagina. Infelizmente, e penso que é essa mensagem que a autora queria passar com este episódio, esta profissão é uma profissão de grande risco no que toca aos predadores sexuais, na medida em que estas mulheres são menosprezadas e vistas como objectos sexuais quando não o são.
Foram três meses de pura diversão, muito sol, muito calor, muito sexo, muito lazer! 
Tenho de referir que adoro a relação afetuosa de Mia com a sua irmã Maddy. Há novidades na vida de Maddy, que fazem Mia repensar o seu papel na vida da irmã. Desde sempre que foi Mia que fez o papel de mãe para Maddy e está na hora de deixar a sua irmã ganhar asas, construir o seu ninho e voar. Vamos assistindo a este desapego com muita compaixão pela nossa heroína.
Ando delirada com esta série erótica, com a libido gigante de Mia e com as diferentes personalidades masculinas que se vão cruzando no seu caminho!

Classificação:

Nenhum comentário:

Postar um comentário