segunda-feira, 26 de junho de 2017

[Pegadas & Opiniões] 'O meu amor existe' de Margarida Rebelo Pinto

Sinopse: As histórias e os momentos de uma paixão inesquecível são partilhados neste livro de forma emotiva e confessional. Nestas páginas, a autora regressa ao registo diarístico, usado nos bestsellers O Dia em que Te Esqueci e Diário da Tua Ausência, numa sequência de registos que entrelaçam prosa e poesia.

Opinião: 
Sou fã desta autora, pela forma como nos faz voar através das suas frases e textos inspiradores, textos esses não só acerca do amor, mas da vida, do tempo, do espaço...
Este livro em particular é composto por vários registos de saudade, desabafos, desassossegos, conflitos internos, relacionados com um amor passado.
Passo a citar alguns excertos/frases que mais gostei no romance:
* 'O Amor é como um formigueiro, trabalha, fervilha e arde debaixo da pele, obedece a uma estrutura complexa na qual todas as células do nosso corpo agem em conjunto para o mesmo fim: o meu fim és tu e o teu fim sou eu'.
* 'Há coisas que acontecem poucas vezes na vida. Às vezes é mais perigoso perdê-las do que vivê-las.'
* 'Há um dia em que todas as pessoas se cansam, todos os guerreiros querem paz e todos os viajantes desejam o regresso a casa.'
* 'Pensamos que o amor está em tudo o que sonhamos e um dia percebemos que está em tudo o que não controlamos.'
* 'É difícil cortar laços, dói que se farta. Dói o corpo da ausência do outro corpo, dói o coração que não pode parar de bater mas que queria dormir, dói a alma que se sente esvaziada, doem a raiva e o ciúme e o medo de perder quem nos é tão querido, mas sobretudo dói a sensação de termos falhado, de não termos conseguido fugir do caos quando fomos nós que o criámos.'

Classificação:

Nenhum comentário:

Postar um comentário